LiteraTAG: Doenças Literárias

Olá, pessoas da Terra!

Para retomar os posts com algo que sempre amei fazer por aqui, venho com a tag “Doenças Literárias”, que vi no blog Pitada da Cultura, da Gabriela Amoroso. A tag foi criada pelo canal SarawithnH e traduzido pela Giu Fernandes, do Amount of Words. Vamos lá õ/

doenças

 

Diabetes: Um livro muito doce

Vou escolher “Princesa Adormecida”, da Paula Pimenta. Não gostei muito da leitura, não foi bem meu estilo de livro, mas não posso negar que o livro é um doce do começo ao fim. Daqueles que chegam a dar até dor de dente, sabe?

Catapora: Um livro que você leu uma vez para nunca mais na vida

Posso ser repetitiva aqui? Sei que já mencionei em diversas outras tags, mas continua sendo o “Inveja”, do Gregg Olsen. A impressão negativa do livro foi tão forte que não consigo sequer pensar em outro livro.

Influenza A: Um livro contagioso

Vou concordar com a Gabi e colocar “Jogos Vorazes”. Peguei o primeiro livro com uma amiga, ainda na época da faculdade de turismo, e gostei tanto que acabei comprando o box só para saber como a história terminava. Era dada a largada para a minha maratona de escavar sites atrás de promoções de livros, e consequentemente para a construção de toda a minha estante.

Ciclo Menstrual: Um livro que você relê constantemente

Nunca fui muito de reler, acabo sempre indo atrás de algo novo. Mas acho que direi Harry Potter, pois li alguns dos livros quando era pequena, reli depois de alguns anos para pegar a história completa desde o começo, e recentemente tornei a ler, desta vez em inglês.

Insônia: Um livro que você virou a noite lendo

Posso repetir Harry Potter? (hehe). Peguei o último livro emprestado com uma amiga do ensino médio e não conseguia parar de ler, então li até terminar, direto. No dia seguinte, já estava devolvendo o livro – hoje penso que deveria ter dado um tempo para assimilar melhor a história.

Amnésia: Um livro que você leu e não se lembra

Infelizmente, muitos. Poderia muito bem me chamar de Dory, pois é assim que minha memória parece funcionar às vezes. Mas um que eu realmente não lembro muito, e que gostaria de lembrar, é 1984, do George Orwell. Li no ensino médio e na época não entendi totalmente o livro, planejo reler assim que possível.

Asma: Um livro que te tirou o fôlego

Já disse mais de uma vez e direi novamente: “Os Instrumentos Mortais – Cidade de Vidro” é uma montanha-russa de emoções e sensações para mim. Quando achava que tinha entendido algo, a autora ia lá e puxava meu tapete. Também gostaria de citar “No Escuro”, da Elizabeth Haynes, pois foi uma leitura que me deixou tensa do começo ao fim.

Má Nutrição: Um livro que você esqueceu de comer para ler

Harry Pott… Mentira, juro que vou escolher outro! 🙂 Acho que já comentei aqui que praticamente devorei “A Elite”, da Kiera Cass. Terminei de ler “A Seleção” enquanto voltava do trabalho, já tirei o outro livro da mochila e comecei a ler, e estava tão envolvida na narrativa que cheguei em casa e nem lembrei de jantar ou nada do tipo.

Doença de Viagem: Um livro que te lembre/ você relacione com uma viagem

Como sempre acabo lendo algo enquanto viajo, são muitos, na verdade. Mas como li “3096 Dias” enquanto visitava uma amiga em Pelotas, já que o livro era dela, será o escolhido.

E por enquanto é isso, pessoal. Como ainda estou retomando as atividades, não vou indicar ninguém para responder, mas sintam-se todos convidados – e me avisem nos comentários, vou adorar ler as respostas de vocês!

XOXO

Anúncios

3 comentários sobre “LiteraTAG: Doenças Literárias

  1. pejulie disse:

    Olá!!!

    Curti a tag, vou tentar responder futuramente!
    Você arrasou lendo o último HP, eu demorei toda a vida :/ Mas estava tentando digerir bem e apreciar os últimos momentos.
    Você curtiu Jogos Vorazes? Eu tinha zero vontade de ler, mas já vi tanta gente elogiando que adicionei na minha lista.

    Beijos!

    Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      Oi, Julie!
      Gostei de Jogos Vorazes sim, o que mais me atraiu foi o estilo de narrativa, curti muito o estilo da autora. Mas não sei, é muito questão de gosto, então pode ser que eu ame e você não veja um pingo de graça, é um risco que todo leitor corre, hehe. Tente ler, sem muitas pretensões, e quem sabe não acaba te conquistando também? :3
      Beijos e até mais!

      Curtido por 1 pessoa

      • pejulie disse:

        Verdade uhauah Entendo muito isso de gostar de algo e querer indicar, mas nunca é garantia de que as outras pessoas vão gostar tanto quanto eu. Vou dar uma chance pro primeiro livro em 2017, e se gostar leio o restante da trilogia.
        Beijos!

        Curtir

Confessionário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s