Lista X: Um ano de leitura – 2016

Olá, pessoas da Terra!

Assim como em 2014, resolvi fazer uma lista com todos os livros que li este ano, para fechar o ano com tudo. Alguns foram emprestados, mas a maioria foi da minha pilha infinita de livros por ler que, felizmente, já está quase terminando. Então, sem mais delongas, vamos lá!

JANEIRO
1. Crescendo (Hush Hush #2) – Becca Fitzpatrick
2. Para todos os garotos que já amei – Jenny Han
3. Confissão – Paula Pimenta
4. A bússola de ouro (Fronteiras do Universo #1) – Philip Pullman
5. A faca sutil (Fronteiras do Universo #2) – Philip Pullman

FEVEREIRO
6. A luneta âmbar (Fronteiras do Universo #3) – Philip Pullman
7.Assassinato na casa do pastor – Agatha Christie
8. Stolen – Lucy Christopher

MARÇO
9. O último chefão – Mario Puzo
10. O pistoleiro (A Torre Negra #1) – Stephen King
11. A escolha dos três (A Torre Negra #2) – Stephen King
12. No escuro – Elizabeth Haynes
13. E não sobrou nenhum… – Agatha Christie

ABRIL
14. Se eu morrer antes de você – Allison Brennan
15. A arma secreta (Insígnia #1) – S. J. Kincaid
16. Teoria geral da administração – Marcelo Milano Falcão Vieira

MAIO
17. Um bestseller para chamar de meu – Marian Keyes
18. Viagens de papel – Roberto de Souza Causo (org)
19. Dama da meia-noite (Os Artifícios das Trevas #1) – Cassandra Clare
20. Armandinho Cinco – Alexandre Beck

JUNHO
21. O vórtex negro (Insígnia #2) – S. J. Kincaid

JULHO
22. O pálido olho azul – Louis Bayard

AGOSTO
23. O beijo das sombras (Vampire Academy #1) – Richelle Mead
24. Aura negra (Vampire Academy #2) – Richelle Mead
25. Tocada pelas sombras (Vampire Academy #3) – Richelle Mead
26. Promessa de sangue (Vampire Academy #4) – Richelle Mead
27. Laços do espírito (Vampire Academy #5) – Richelle Mead
28. Lógica de programação – André Luiz Villar Forbellone

SETEMBRO
29. Último sacrifício (Vampire Academy #6) – Richelle Mead
30. O condado de Citrus – John Brandon
31. A revolução dos bichos – George Orwell
32. Sangue de tinta (Mundo de Tinta #2) – Cornelia Funke

OUTUBRO
33. Silêncio (Hush, Hush #3) – Becca Fitzpatrick

NOVEMBRO
34. A guardiã de histórias (The Archived #1) – Victoria Schwab
35. A herdeira (A Seleção #4) – Kiera Cass
36. A coroa (A Seleção #5) – Kiera Cass
37. Restos humanos – Elizabeth Haynes

Dezembro
38. Tempo de Fuga (Numbers #1) – Rachel Ward
39. O Caos (Numbers #2) – Rachel Ward

 

E essa foi a lista de 2016, que venha 2017!

LiteraTAG: Doenças Literárias

Olá, pessoas da Terra!

Para retomar os posts com algo que sempre amei fazer por aqui, venho com a tag “Doenças Literárias”, que vi no blog Pitada da Cultura, da Gabriela Amoroso. A tag foi criada pelo canal SarawithnH e traduzido pela Giu Fernandes, do Amount of Words. Vamos lá õ/

doenças

 

Diabetes: Um livro muito doce

Vou escolher “Princesa Adormecida”, da Paula Pimenta. Não gostei muito da leitura, não foi bem meu estilo de livro, mas não posso negar que o livro é um doce do começo ao fim. Daqueles que chegam a dar até dor de dente, sabe?

Catapora: Um livro que você leu uma vez para nunca mais na vida

Posso ser repetitiva aqui? Sei que já mencionei em diversas outras tags, mas continua sendo o “Inveja”, do Gregg Olsen. A impressão negativa do livro foi tão forte que não consigo sequer pensar em outro livro.

Influenza A: Um livro contagioso

Vou concordar com a Gabi e colocar “Jogos Vorazes”. Peguei o primeiro livro com uma amiga, ainda na época da faculdade de turismo, e gostei tanto que acabei comprando o box só para saber como a história terminava. Era dada a largada para a minha maratona de escavar sites atrás de promoções de livros, e consequentemente para a construção de toda a minha estante.

Ciclo Menstrual: Um livro que você relê constantemente

Nunca fui muito de reler, acabo sempre indo atrás de algo novo. Mas acho que direi Harry Potter, pois li alguns dos livros quando era pequena, reli depois de alguns anos para pegar a história completa desde o começo, e recentemente tornei a ler, desta vez em inglês.

Insônia: Um livro que você virou a noite lendo

Posso repetir Harry Potter? (hehe). Peguei o último livro emprestado com uma amiga do ensino médio e não conseguia parar de ler, então li até terminar, direto. No dia seguinte, já estava devolvendo o livro – hoje penso que deveria ter dado um tempo para assimilar melhor a história.

Amnésia: Um livro que você leu e não se lembra

Infelizmente, muitos. Poderia muito bem me chamar de Dory, pois é assim que minha memória parece funcionar às vezes. Mas um que eu realmente não lembro muito, e que gostaria de lembrar, é 1984, do George Orwell. Li no ensino médio e na época não entendi totalmente o livro, planejo reler assim que possível.

Asma: Um livro que te tirou o fôlego

Já disse mais de uma vez e direi novamente: “Os Instrumentos Mortais – Cidade de Vidro” é uma montanha-russa de emoções e sensações para mim. Quando achava que tinha entendido algo, a autora ia lá e puxava meu tapete. Também gostaria de citar “No Escuro”, da Elizabeth Haynes, pois foi uma leitura que me deixou tensa do começo ao fim.

Má Nutrição: Um livro que você esqueceu de comer para ler

Harry Pott… Mentira, juro que vou escolher outro! 🙂 Acho que já comentei aqui que praticamente devorei “A Elite”, da Kiera Cass. Terminei de ler “A Seleção” enquanto voltava do trabalho, já tirei o outro livro da mochila e comecei a ler, e estava tão envolvida na narrativa que cheguei em casa e nem lembrei de jantar ou nada do tipo.

Doença de Viagem: Um livro que te lembre/ você relacione com uma viagem

Como sempre acabo lendo algo enquanto viajo, são muitos, na verdade. Mas como li “3096 Dias” enquanto visitava uma amiga em Pelotas, já que o livro era dela, será o escolhido.

E por enquanto é isso, pessoal. Como ainda estou retomando as atividades, não vou indicar ninguém para responder, mas sintam-se todos convidados – e me avisem nos comentários, vou adorar ler as respostas de vocês!

XOXO

Olá, novamente.

Olá, pessoas da Terra e viajantes do espaço!

Uau, mais de um ano se passou desde o post em que eu falei o quanto queria voltar a postar, e acabei não conseguindo alcançar minha meta da época. Minha vida sofreu ainda mais reviravoltas desde o meu último post, as coisas ficaram extremamente corridas, já que comecei uma nova faculdade em janeiro deste ano (sim, tenho problemas mesmo, hehe). Sempre fui uma pessoa de “humanas”, mas resolvi me arriscar um pouco na área de exatas e agora estou terminando o primeiro ano de Análise e Desenvolvimento de Sistemas na FATEC-SP. Com a correria de trabalho + faculdade, tempo é uma coisa que está meio em falta, mas prometo que irei me esforçar para aparecer pelo menos uma, duas vezes por semana por aqui.

Também pretendo dar uma repaginada no blog, não apenas no layout, mas também no conteúdo. Os livros ainda serão o foco principal, mas quero, gradualmente, inserir outros temas que são importantes para mim também, e espero que vocês curtam essas novidades.

Então é isso, juro juradinho, de dedo mindinho, que não sumirei sem explicações novamente.

XOXO

Confesso que não estou morta

Olá, pessoas da Terra, quanto tempo 😀

Eu sumi, eu sei. Antes de mais nada, gostaria de pedir desculpas. Minha vida passou por um turbilhão de mudanças esse ano e, na verdade, continua passando, e por isso precisei me ausentar um pouco, para tentar colocar tudo em ordem. Ainda preciso acertar algumas coisas, aparar umas pontas soltas, mas acredito que consegui me encontrar o bastante para voltar a fazer uma das coisas que tanto gosto: escrever.

Então, aos poucos, tentarei reativar o blog. Há algumas semanas que eu queria fazer isso, na verdade, mas sempre acabava adiando, achando que não era o momento certo. Então percebi que nunca seria o momento certo, pois não existe isso de “momento certo” para voltar a se fazer algo que gosta, qualquer hora é a ideal, só falta o empurrão para sair da inércia.

O timing também acabou sendo perfeito. Me inscrevi para participar de um booktour, meu primeiro <3, e acabei de receber o livro. Então logo mais trago a resenha aqui para vocês, assim como o que achei da experiência. E deixo aqui um agradecimento especial à Monika Andreotti e à Simone Taietti, por me incluírem no booktour.

Cruj cruj cruj, tchau!

Sobre compromissos, falta de tempo e mudanças

Alô, pessoas da Terra!

Sim, eu sei, eu sumi. Também sei que falei mais de uma vez que as coisas voltariam ao normal, e não foi bem assim que aconteceu. A verdade é que tenho sempre dois períodos por ano em que as coisas no trabalho ficam muito corridas, de forma que mal consigo tempo para respirar, quem dirá acessar a internet. Como comecei a fazer academia à noite, quando chego em casa, só tinha os períodos de folga no trabalho para escrever no blog, e por isso que sumi tanto nos últimos tempos. Mas as coisas finalmente começaram a normalizar e algumas mudanças estão para acontecer na minha vida no próximo mês, então terei um bom tempo livre para me dedicar ao que gosto e que me faz falta, e o blog está incluso nessa lista. Já estou me reprogramando e organizando para retomar as postagens no blog a partir de amanhã, e espero que dessa vez a coisa flua normalmente. Sei que algumas pessoas costumam acompanhar o blog, e outras até me falaram que sentem falta das atualizações, então eu gostaria de agradecer a você que está lendo este texto, por não ter me abandonado nesse tempo conturbado, e garantir que farei o possível para honrar esse compromisso.

XOXO, me.

Sobre o meu Carnaval

Olá, pessoas da Terra!

Não sei quanto a vocês, mas eu detesto o Carnaval. De verdade, não gosto nem um pouquinho, todo o conceito me cansa e me irrita, e só aproveito uma coisa: os dias que eu ganho em casa. Como não poderia deixar de ser, estou aproveitando estes poucos dias para tentar ficar em dia com algumas séries (Arrow!) e com minha leitura. Estou devorando o livro “Sushi”, da Marian Keyes, e queria ter mais alguns dias para poder me dedicar mais à leitura, mas infelizmente já está acabando.

Em todo caso, no ano passado, enquanto ainda era criadora de conteúdo da página Leitura ao Cubo, criei uma imagem para postar na página na época do Carnaval. Como ainda continua sendo verdade, resolvi postar por aqui também.

10959742_10206083519835896_1568693474635248347_n

E vocês, como estão aproveitando o Carnaval? 😀

Os números de 2014

Alô, pessoas da Terra!

Demorei, mas voltei. E voltei já em clima de “ano novo, vida nova”, mas ainda avaliando o que aconteceu ano passado. Por isso, achei muuuuuito legal quando vi que o WordPress disponibiliza para os blogueiros um apanhado geral do que foi o ano de cada um, e resolvi compartilhar aqui com vocês. É só clicar no link ali embaixo que ele vai mostrar tudinho.

Aqui está um resumo:

Um comboio do metrô de Nova Iorque transporta 1.200 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 4.300 vezes em 2014. Se fosse um comboio, eram precisas 4 viagens para que toda gente o visitasse.

Clique aqui para ver o relatório completo

Um muitíssimo obrigada a todos que participaram do meu 2014 aqui no blog, vocês tornaram meus dias bem mais alegres e me senti realizada por conseguir colocar esse sonho em ação. E é isso aí, acabou a folga, amanhã já estou de volta com os posts regulares.

XOXO!

Sobre fim de ano e tempo

Fundo de ano novo

Adeeeeeus Ano Velho, feliiiiiiz Ano Novo ♪ Ok, posso estar alguns dias adiantada, mas a correria de fim de ano já me alcançou. O fim do ano é sempre uma época maluca e fico me desdobrando para dar conta de tudo, por isso meu tempo disponível para o blog diminuiu um pouco.

Sempre passo a virada em casa, na internet, mas este ano alguns amigos me convenceram a descer com eles para a praia. Para não deixar o blog completamente inativo, programarei algumas postagens para esse meio tempo, não deixando tudo às moscas. E no dia 5 estarei de volta, respondendo e retribuindo todos os comentários.

Desde já, deixo meu desejo de um ótimo 2015 a todos que acompanham o blog, que seja um ano de muitas alegrias, muito sucesso e muitas leituras. Obrigada por terem alegrado tanto meu 2014, espero vê-los novamente em 2015 ❤

O dia em que ganhei um livro em um sorteio – e que livro!

Comento com todos que conheço o quanto sou azarada para sorteios. Sério, de verdade. Acho que o máximo que já ganhei foi um pirulito de uva em um bingo que um professor de inglês organizou, e isso em um longínquo 2006, mas felizmente isso não me impede de continuar participando de sorteios, já que a esperança é a última que morre. Então qual não foi minha alegria ao ganhar um sorteio relâmpago do livro “Condicional“, do autor Paulo Sérgio Moraes! Fiquei com vontade de sair pulando pelo escritório – aqueles que me acompanham há algum tempo já sabem dessa minha tendência a querer sair pulando quando me deparo com uma boa notícia, hehe -, e só não fiz isso porque, bom, não dá para sair pulando no meio do trabalho. Mas calma, Liah, vamos começar do começo.

Participo de alguns grupos para blogueiros no Facebook e ontem me deparei com um post do autor, anunciando o sorteio de dois exemplares do seu livro, sem compromisso de postar resenha depois. Como não custava nada tentar, me inscrevi no sorteio, imaginando que não ganharia – como sempre. Mas Murphy resolveu me dar uma folguinha e fui uma das sorteadas para ganhar o livro, junto com a Aliscia Wendt, do blog Resenhando a Arte. Fiquei tão, mas tão feliz, que vim extravasar aqui no blog (YAAAAY!). E agora aproveito e apresento a vocês um pouquinho mais do livro.

10477877_1491921004373420_3021646473633588138_n(Créditos Imagem: Fan Page oficial)

Sinopse: São Paulo, 1997. Lucas comemorava com os amigos o término do curso de administração. Jota, em mais uma noite como outra qualquer, deixava a periferia tentando levantar algum dinheiro fácil. Um era refém de sua própria autoestima e gabava-se de ser capaz de não se levar pelos sentimentos, e o outro não sabia exatamente quem era. Ambos viram a noite terminar fora do planejado. Condicional retrata uma turbulenta relação que surgiu à sombra de desejo, descobertas, medo e crime. Momento em que o amor deixou de ser um sentimento e virou uma condenação. Uma história imprevisível que promete emocionar e surpreender o leitor.

A premissa me deixou curiosíssima e estou prevendo que será um daqueles livros que não vou ler, mas devorar. E, assim que terminar, volto aqui com a resenha para vocês, para compartilhar o amor (assim espero xD). Ah, e detalhe! Já combinei com o Paulo de incluir uma entrevista com ele no post da resenha, então vem coisa boa por aí *-*

E para conhecer um pouquinho melhor o autor, antes da entrevista com a resenha, cito a página dele no Skoob:

104931389627818G

Autor do romance Condicional. Nasceu em Juiz de Fora – MG, onde cursou Cinema e TV e fez parte dos grupos teatrais D’Amantes e CriArte. Mora em São Paulo e está fazendo especialização em Administração de Negócios pela Faculdade Presbiteriana Mackenzie.
Embora atuando, hoje, no ramo de Gestão de Pessoas, já foi autor de peças teatrais e curtas­metragens.

Acompanhe o autor e a obra nas redes sociais:

Página do livro no Skoob
Fan page no Facebook
Site do autor

23 on 23

Olá, pessoas da Terra!

Hoje seria o dia para eu postar mais uma resenha, mas uma data especial causou uma pequena mudança no cronograma – HOJE É O MEU ANIVERSÁRIO! (yaaaay, festa! tuts tuts tuts!). Estou completando 23 primaveras nesta linda bagunça sem fim que chamamos de “vida”, então resolvi fazer alguma coisa diferente. E eu tenho toda essa relação estranha com números engraçados (como 12h34, por ser sequencial), então estou achando DIVERTIDÍSSIMO o fato de eu finalmente completar 23 anos no dia 23, por isso pensei “23 on 23”. Poderia postar uma foto para cada ano de vida, mas tem um grande intervalo no fim da minha infância/começo da adolescência em que simplesmente fugia de câmeras. Poderia postar meus 23 livros preferidos, mas não conseguiria escolher 23. Então, optei por uma coisa não tão complicada: como eu disse num post anterior, sempre tiro foto quando começo uma nova leitura e posto no Instagram com a dedicatória. Por isso, postarei aqui as fotos do Instagram dos 23 últimos livros que li (contando com “Os Três”, que é minha leitura atual) e suas respectivas dedicatórias (Em alguns casos não tinha dedicatória, então postei com a primeira frase do livro). Segurem-se, pois será uma longa viagem :3

10702227_10205238968362637_6210148579801160088_n

“Para tio Chippy (1929 – 2013)”

10624802_10205215726661609_1201749265486208144_n

“- Desculpa, – digo, ao ver todo aquele cabelo caído no chão atrás de mim – tudo está acontecendo tão rápido.”

1901979_10205192245954606_1733349922909882818_n

“Bem-vindo e Parabéns. Você foi escolhido para se tornar um dos Nephilim. “

10678500_10205075363112608_1419187421135277793_n

“Para os fãs, cujo amor por histórias transformou um desejo neste livro que você tem em mãos.”

1743518_10205029570967833_5910614821461988227_n

“Minha mãe acendeu um cigarro e deu uma longa baforada.”

10426619_10204973415443980_3291537644641699462_n

“Para a família Lewis: Melanie, Jonathan e Helen.”

10645328_10204939335632006_5852897838094236005_n

“Para Elka
Khalepa ta kala”

10605999_10204901871255420_6180084460505364843_n

“Este livro é dedicado à minha mãe – o melhor ser humano que já existiu. “

10606031_10204846333587013_3520516148890569979_n

“Ela se comunicou com ele antes de o mundo desmoronar.”

10390903_10204781750292471_3702147616990909546_n

“Para Lynette. Este livro foi uma jornada de três anos, e você nunca duvidou.”

10592988_10204713192458568_3136730087156972120_n

“Para Jim e Kate.”

10369573_10204691968407980_3187792371500421141_n

“Este livro é dedicado a Michael Bourret e a Krista Marino, responsáveis pela minha carreira, além de bons amigos.”

10599679_10204674242364840_7330016790456587376_n

“Para Russell, Caleb e Joseph”

10553466_10204592457720275_4408142655775222821_n

“Para Elias e Jonah.”

10518652_10204545471425647_5960429651147089925_n

“Para Calvin, que nunca teve medo de sonhar com Outros lugares.”

10399994_10204483714001750_8547254647388071767_n

“Para Ian, que olhou para cima e começou a subir.”

10382719_10204456900571431_7851381316906882309_n

“Para Scott, que sempre acredita.”

10447847_10204353640109984_6905116200931281654_n

“Para Anthony Cleri.”

10329044_10204238529112281_6082104404967972256_n

“Para todas as minhas leitoras que também sonham em viver uma história de princesa.”

10479611_10204220777828510_1889275400988069463_n

“Para Chip Widerman, Jim Moore, Gail Gerstner-Miller e Parris, os ases secretos sem os quais as cartas selvagens nunca poderiam ter sido jogadas.”

10462469_10204174765078220_8702457458082744030_n

“Para minha irma Kathleen.”

1466097_10204074295246537_7121578757868204097_n

“Para Ken Keller, que brotou das mesmas matrizes a quatro cores que eu.”

10171877_10204055534177522_8081047146119178898_n

“Para Beatrice –
Meu amor apareceu, o mundo empesadeleceu.”