Confesso que li: Fade [Resenha]

Autora: Lisa McMann
Editora: Novo Século
ISBN: 9788576793816
Páginas: 240
Título Original: Fade
Série: Trilogia Wake #2 (Wake Trilogy #2)
Nota:
 2,5 Estrelas

Sinopse: Para Janie e Cabel a vida real está se tornando mais difícil do que os sonhos. Eles estão tentando (em segredo) passar um tempo juntos, mas ainda não tiveram esta sorte. Coisas perturbadoras estão acontecendo em Fieldridge High, mas ninguém quer falar a respeito. Quando Janie penetra os pesadelos violentos de um colega de classe, o caso finalmente se torna claro, mas nada sai como planejado.
A cabeça confusa de Janie e o comportamento chocante de Cabe têm graves consequências para ambos. Pior ainda. Janie Descobre a verdade sobre si mesma e sua habilidade. E é desolador. Realmente desolador. Não só o seu destino está selado, como o que está por vir é muito mais sombrio do que seu pior pesadelo…

Eu não sou o tipo de pessoa que costuma desistir de uma leitura, tipo, mesmo. Por essas e outras, mesmo não gostando muito de Wake, resolvi ler Fade para completar a trilogia. Bom, achei que pior que Wake não dava para ficar e, felizmente, estava ligeiramente certa. Nesse segundo volume, vemos Janie se juntando à equipe da Narcóticos chefiada pela Capitã, trabalhando lado a lado com Cabel, depois de sua ajuda no caso anterior. Janie e Cabel continuam seu relacionamento, mas, como o caso anterior ainda não foi encerrado, os dois não podem deixar ninguém saber que estão juntos, devendo se encontrar sempre em segredo. O primeiro caso que Janie pega é uma investigação sobre um suposto predador sexual que ronda as paredes de sua escola, provavelmente um dos professores, e a investigação a leva a muitas situações de perigo, o que deixa Cabel louco. A tensão do trabalho, do relacionamento secreto com Cabel e mesmo das descobertas que Janie faz sobre sua própria condição, sobre quem ela é e o que o futuro reserva para ela, podem ser mais do que ela pode aguentar, ameaçando levá-la ao seu limite…

Ok, acho que ficou bem evidente o quanto desgostei do primeiro livro e o quanto fiquei decepcionada com a leitura, já que era algo que eu estava esperando há mais de um ano, por isso já comecei a leitura do segundo livro sem expectativa alguma. Não vou dizer que foi uma surpresa, ou que a autora conseguiu reverter o quadro e criar um livro incrível, mas posso dizer que a “decepção” já foi bem menor do que com o primeiro. Eu comecei o livro já revirando os olhos, pensando “serão mais 200 páginas perdidas”, e até fiquei um pouco confusa com a questão do trabalho da Janie, já que não fazia tanto sentido e parecia uma coisa um pouco forçada. Não conseguia entender como um caso de um predador sexual poderia ser investigado pelo departamento de Narcóticos, já que são assuntos distintos e provavelmente haveria uma equipe específica para esse tipo de investigação, mas depois de um tempo eu tentei relevar essa questão que me parecia pouco plausível e “comprar” a história.

Sobre livros com dedicatória ♥

Mesmo não sendo possível resgatar ou recuperar a catástrofe que eu achei que foi “Wake” (e me perdoe quem gostou, mas realmente achei que foi uma catástrofe), a autora conseguiu criar uma trama um pouco mais envolvente e atraente nesse segundo volume. Sim, a história ainda conta com alguns furos, não vou negar, mas esse livro me prendeu um pouquinho mais que o volume anterior, mesmo porque a narrativa da Lisa já mudou um pouco. As frases curtas, de duas ou três palavras cada e divididas em alguns parágrafos, que me causaram tanto estranhamento no volume anterior, desaparecem um pouco, apesar de não sumirem por completo. O leitor consegue encontrar uma história um pouco mais amarrada e com uma fluidez maior, e confesso que realmente fiquei envolvida quando tudo começou a caminhar para o desfecho, fiquei imaginando possibilidades e tentando descobrir quem seria inocente ou culpado – e como seria o envolvimento de Janie e Cabel em toda aquela questão.

Por mais que a trama tenha me prendido um pouco mais, os personagens continuam com o mesmo aspecto unilateral do livro anterior, não dando aquela impressão de que eu estava lendo sobre pessoas reais, que eles realmente poderiam existir, e isso sempre faz um livro perder alguns pontos comigo, pois não consigo me importar muito com os personagens e me relacionar com eles. Apesar de ter encontrado um ou outro erro de revisão, o livro me pareceu mais bem estruturado que o volume anterior, com menos deslizes e absurdos, o que também me ajudou a ter uma impressão melhor desse volume.

Apesar de não estar nem perto da minha lista de preferidos, ou das melhores leituras do ano, ou de qualquer lista positiva que algum dia eu possa fazer sobre livros, “Fade” já mostrou uma melhora em relação ao livro anterior, sendo uma boa continuação quando se leva em conta o nível de “Wake”. Ainda não é o bastante para me fazer recomendar a leitura, ou dizer “uau, você precisa ler esse livro!”, mas, se você já começou a leitura de “Wake”, considero válido ler o segundo volume.

Anúncios

5 comentários sobre “Confesso que li: Fade [Resenha]

  1. Ká Andrade - Teen's Books disse:

    Oi Liah,
    Já vi comentários diversos sobre essa série e semrpe fiquei com um pé atras sobre dar uma chance aos livros ou não.
    Sinceramente, depois de ler sua resenha, não pretendo realizar a leitura da trilogia.
    Apesar de achar a premissa interessante, parece que o desenvolvimento não rola muito bem e não sei se quero dar uma chance à um livro que provavelmente não vou gostar!
    De qualquer forma, parabéns pela resenha e a super sinceridade, hahaha. Tem vezes que realmente não tem jeito, quando não funciona, não funciona!
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      Oi, Ká!
      Sim, isso é o que mais me entristece. Me apaixonei pela sinopse, passei mais de um ano sonhando com a história e desejando os livros, mas, quando finalmente pude ler, foi completamente decepcionante. A história não foi nada daquilo que eu estava imaginando (minha imaginação foi bem mais interessante que a trama escolhida pela autora), a escrita deixou a desejar e simplesmente não consegui me importar com os personagens. E sim, HASUDHASUIDHASUIDHASUI. Fiquei um pouco em dúvida na hora de escrever as resenhas dessa série, fiquei com um pé atrás de acabar sendo negativa demais ou algo do tipo, mas no fim optei por ser sincera mesmo. Fazer o que, infelizmente não gostei.
      Beijos e ótima semana 😀

      Curtir

  2. Caverna Literária disse:

    Faz tanto tempo que li essa série que nem lembro mais direito da história kkkk mas fica tranquila que você não é a única que desgostou. Na verdade acho que 90% dos que leram acabaram se decepcionando, é uma obra que parece ter potencial mas quando você abre as páginas acaba desmoronando tudo
    Meninaaa, parece fantasma, some e ressurge do nada HAHAH Tava sentindo falta dos seus comentários por lá ja u__u hmff

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de “Um Caso Perdido”, vem conferir!

    Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      HASIDUAHSDUIHASDUIHASUIDHASUIDA Sim, sei como é, também esqueço as histórias depois de um tempo, ainda mais com minha memória de peixinho dourado. Infelizmente só vi esses comentários negativos depois de começar a série, ou acho que nem teria arriscado – teria tirado da minha lista de desejados do Skoob e assim não acabaria ganhando de presente de aniversário, hehe. A pessoa que me deu o livro de presente foi uma das únicas que eu vi que gostou, mas também ela disse ter lido pouco depois do lançamento, quando ainda era nova, e talvez não tão crítica. E o lado mais triste é justamente esse, a história parece ter um mega potencial, mas você se decepciona quando chega a hora de ler 😦
      E sim, eu sei, esses últimos meses foram complicados, espero conseguir me manter ativa agora, HASUIDHASUIDHASUIDHAUI. E também senti falta de te visitar por lá, teus blogs é um dos que mais gosto ❤
      Beijos e até mais!

      Curtir

Confessionário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s