Confesso que li: O Códex dos Caçadores de Sombras [Resenha]

Autora: Cassandra Clare e Joshua Lewis
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501403957
Páginas: 288
Título Original: The Shadowhunter’s Codex
Nota: 4 Estrelas

Sinopse: Anjos, demônios, fadas, vampiros, lobisomens, feiticeiros – todos eles existem e precisam ser administrados e mantidos em paz. ‘O Códex dos Caçadores de Sombras’ abrange tudo – a história e as leis do mundo dos Caçadores de Sombras; como identificar, interagir e, se necessário, matar os diferentes tipos de habitantes do Submundo; qual lado da estela você deve usar para escrever. Com estudos sobre geografia, história, magia e zoologia, todos condensados em um só volume, o Códex está aqui para ajudar novos Caçadores de Sombras a navegar pelo lindo, porém muitas vezes brutal mundo que habitamos.

“O Códex dos Caçadores de Sombras” é um livro adicional da série Os Instrumentos Mortais / As Peças Infernais, escrito pela Cassandra Clare em parceria com seu marido, Joshua Lewis. O Códex é um livro que faz parte da história da série, sendo uma espécie de “manual” para os jovens Nephilins, onde eles aprenderão tudo sobre o mundo dos Caçadores de Sombras e do Submundo. O “nosso” exemplar do Códex foi formulado como se fosse uma edição para mundanos que buscam Ascender, ou seja, beber do Cálice Mortal e, com sorte, sobreviver ao processo e se tornar Nephilim. Em uma determinada página do livro (logo no começo, se não me engano), os “autores” do Códex até informam que o livro foi formulado para se parecer com uma publicação mundana, assim o aspirante a Caçador de Sombras poderia andar com seu Códex normalmente entre os mundanos, sem despertar suspeitas (ah, Códex <3).

Escrito no formato de um livro-texto, O Códex apresenta ao leitor assuntos como o surgimento e a história dos Caçadores de Sombras, seu treinamento de combate e armas utilizadas, um bestiário sobre demônios e integrantes do Submundo, informações sobre o Pacto e a Lei, a georgrafia de Idris, entre outros. E o destaque do livro fica para os comentários de alguns dos nossos personagens preferidos – Clary, Simon e Jace -, que fazem anotações por todo o Códex, dando um ar mais “intimista” à leitura. Dessa forma é como se estivéssemos com o exemplar do Códex da Clary em mãos, acompanhando seu aprendizado do universo dos Caçadores de Sombras.

10

E, sendo o exemplar do Códex da Clary, outra coisa que não poderia faltar: desenhos. Sejam os desenhos “oficiais”, como as ilustrações ao começo de cada capítulo ou do Bestiário, ou os doodles (rabiscos) nos espaços “livres” das páginas, o Códex é cheio de gravuras. Em algumas você percebe que a ilustração faz parte do Códex, e em outras a ideia é que foram desenhados pela Clary. Ao fim do Códex, inclusive, encontramos desenhos de diversos personagens da série, como Jace, Alec e Magnus, entre alguns outros.

A linguagem, tanto do Códex quanto dos “comentários”, é bem divertida de acompanhar, é o tipo de leitura que flui facilmente. Achei incrível o tanto de informação que a Cassandra e o Joshua conseguiram desenvolver para este manual de Caçadores de Sombras, me deu a impressão de que realmente era um livro real, e não algo escrito às pressas, só para ocupar espaço na estante de alguém. É aquele tipo de leitura que te deixa (ou me deixa, pelo menos) com ainda mais vontade de participar do mundo dos Nephilins, mesmo o Códex mostrando os seus erros no passado – e que não foram poucos.

JjfZSeWb6fybVt9WDiGxiGI8LX5m9g6PdrPQqpkXoIo

A construção do Códex está incrível e eu realmente me apaixonei pelos comentários nas páginas. Eles combinaram perfeitamente com a personalidade dos personagens envolvidos, de forma que fica ainda mais crível a ideia de que é, de fato, o Códex da Clary – ok, Liah, você está sendo repetitiva, todo mundo já entendeu isso. Mas é verdade, os comentários são divertidíssimos, me tiraram boas risadas no ônibus.

k8xDo56CYlEa3jEQe2PjKbQ83mjVpNY3x7KQD5mWQxE

A edição está simplesmente perfeita. As páginas são amareladas e porosas, a fonte segue o mesmo estilo dos demais livros da série e as ilustrações no meio das páginas deixam tudo ainda mais perfeito. A fonte escolhida para a Clary, Simon e Jace é diferenciada, seguindo a linha de que foram escritas com a “caligrafia” de cada um deles, e rapidamente você já assimila qual é a letra de quem e acompanha os comentários. Para quem é fã do universo dos Caçadores de Sombras, é uma aquisição que vale – e MUITO – a pena ❤

5

Anúncios

9 comentários sobre “Confesso que li: O Códex dos Caçadores de Sombras [Resenha]

  1. Paula Mirella disse:

    FINALMENTEEEEE SAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAIU A RESENHAAAAAAAAAAAAAAAAA AWEOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO *-* ~ Calma Paula. Todos podem estar lendo seu comentário. Controle-se.
    Olá, Liaaaah! ❤
    Eu tava muito ansiosa para a chegada dessa resenha, principalmente porque nossas opiniões em relação ao Mundo dos Caçadores de Sombras são muito parecidas. Depois dela, eu só tenho algo a dizer: Apenas amo ainda mais a Cassandra. Vários autores estão com essa de lançar livros adicionais que muitas vezes não têm revisão, não são bem elaborados nem ao menos escritos para manter o mesmo nível dos livros anteriores. Isso me enche de raiva porque é só uma ilusão para os fãs adquirirem.
    Esse sim dá pra ver que é um complemento maravilhoso e super necessário para quem ama a série, e poxa, poder ler os comentários dos personagens desse jeito tão "próximo" à eles, já me deixou apaixonada. Deve ser realmente incrível porque você relembra o jeito de cada um, suas formas de pensar. Imagino que cê deve ter rido muito com os comentários alternados de Clary e Simon. ❤ "Este livro não é seu, Simon. Você também não precisa de Questões para Discussão" HAHAHAHAHA. Ah, Codex! ❤ Chegue logo em minhas mãaaaaos, hunf. :'c
    Um beijo enorme, resenha super bem construída com essas fotografias lindas para acompanhá-la *-*
    Paula, Poetisa & Literária

    Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOI, PAULAAAAA! Sabia que eu amo os seus comentários? Eles sempre me fazem sorrir *———-*
      HAIDUAHSIUDHSUIDHASUIDHUIASHDU E bom saber que gostou de finalmente ver a resenha por aqui, acabei até passando na frente de alguns outros livros, para manter uma parte da série “junta”, hehe :3
      Eu normalmente amo livros adicionais, mas alguns se provaram bem desnecessários – como o “Diário da Seleção” – desculpa, mas não dá. Gostei de “Contos da Seleção”, achei divertido ver a história do Maxon, mas o Diários não me desceu… Agora o Códex, aah, o Códex ❤ Me senti dentro do universo dos Caçadores de Sombras, desvendando alguns de seus segredos e o seu passado. E, mais do que isso, me senti conectada à história, já que o elemento "Códex perdido da Clary" foi muito bem trabalhado. É como se o códex dela tivesse passado de mão em mão até chegar às minhas – amei. Mas ok, sou suspeita, eu realmente amo tudo dessa série, hehe. E sim, ri demais! Quando for ler, vai se deparar com um trecho mínimo do Magnus (até cheguei a tirar a foto, mas optei por não postar, para acabar não entregando tudo, hehe) que faz uma referência a Harry Potter – meu coração quase parou! Foi tudo muito divertido, só me deixou querendo mais, hehe.
      E ainda fico revoltada com a câmera do meu celular, que tira fotos com uma qualidade de imagem não muito boa, mas simplesmente tinha que mostrar como era lindo por dentro, hehe.
      Beijão e ótima semana ❤

      Curtir

  2. gabrielaamoroso disse:

    Oii Liah!!
    Eu acho incrível quando os autores fazem esses livros adicionais, principalmente quando eles contam com anotações dos personagens. É muito amor. Quero muuito ler essa série, e ai comento com você tudo que achei! 😀

    P.S.: Essa sacada de cada personagem ter uma letra diferente me lembrou Animais fantásticos e onde habitam e Quadribol através dos séculos *–*

    Beijo,
    http://www.pitadadecultura.com/

    Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      Ooi, Gabi!
      Também sou fã de livros adicionais, gosto das informações complementares que temos dos livros. Amo os guias do tio Rick, sempre perfeitos ❤ E estou te deixando com tanta expectativa para TMI/TID que tenho medo que você acabe não gostando, HASIUDHSIUDHASIUDHUAIS.
      Ah, quero a biblioteca de Hogwarts, mas sempre perco as promoções ;——-; Ainda vou comprar e ler :3

      Beijos e ótima semana!

      Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      Oi, Teca!
      De fato, os livros da Cassandra pela Galera Record são lindos demais, vivo soltando suspiros por eles. E também sou mega fã da série, e da trilogia As Peças Infernais também *-*
      E olha, nem é tão caro. Consegui o meu por R$ 18 no Submarino, é só ficar de olho em promoção ♥
      Beijos e ótima semana :3

      Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      Heey, Maria!
      Eu achei que ficou bem legal mesmo, e morria de rir com os comentários da Clary, do Simon e do Jace. O mais legal era o Simon falando para os dois arrumarem um quarto o tempo todo, lol. Aaaah, obrigada! Já vou dar uma olhada e respondo nessa sexta *——*
      Beijos e ótima semana ❤

      Curtir

Confessionário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s