Mundo que Lê #1: A Culpa é das Estrelas [John Green]

Alô, alô, galera bonita!

Sempre me peguei perguntando como eram as capas dos meus livros preferidos em outros países – sou estranha, eu sei. Comecei a coluna “Mundo que Lê – Capas pelo Mundo” na página Leitura ao Cubo, enquanto era criadora de conteúdo por lá, mas acabei ficando sem tempo e me afastei da página. Estava fuçando alguns arquivos no meu computador essa semana e me deparei com as imagens que havia selecionado para a coluna por lá. Então, pensei: “por que não começar uma coluna com isso no blog?”. Sendo assim, trago a vocês o primeiro post da coluna “Mundo que Lê”, que mostrará como é a capa de alguns livros em outros países. Para começar, vamos de “A Culpa é das Estrelas“, de John Green.

Z Alemanha Brasil Coréia e ChinaAlemanha × Brasil × China × Coréia (♥)

Z Dinamarca Espanha Espanha EUADinamarca × Espanha × Espanha (edição limitada) × Estados Unidos

Z EUA EUA França FrançaEstados Unidos (capa do filme) × Estados Unidos (edição de colecionador) × França × França² (♥)

Z Holanda Hungria Indonésia IsraelHolanda × Hungria × Indonésia × Israel

Z Itália Lituânia Noruega PolôniaItália (♥) × Lituânia × Noruega × Polônia

Z Portugal República Tcheca Sérvia SuéciaPortugal × República Tcheca (♥) × Sérvia × Suécia

*****

E aí, o que acharam? Qual a sua (ou suas) capa preferida? Ah, e deixem sugestões de qual livro devo fazer na próxima edição 😀

XOXO,

Me.

P.S.: De bônus, deixo essa foto LINDA que achei da capa húngara, provavelmente em capa dura, mas ok. Clique na imagem para os créditos ^^

Z Z Bonus Hungria

Anúncios

11 comentários sobre “Mundo que Lê #1: A Culpa é das Estrelas [John Green]

  1. Paula Mirella disse:

    Ah, que encanto! A da Húngara, Coréia e Espanha [edição limitada] foram as que respectivamente, me conquistaram mais ❤ Eu sabia da dimensão de fama trazida por este livro, mas não sabia que renderia tanto, em países tão diferentes assim! Que fantástico.
    Muito embora a da Espanha não tenha nada a ver com a Hazel da minha imaginação, os traços da garota são finíssimo e super delicados. Tá uma graça!
    Amei tudo aqui. Cê é uma linda e simpática.
    Um beijo,
    Paula, Poetisa & Literária

    Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      Eu amei, amei, AMEI a capa da Coréia, me encantei por esse desenho. A húngara eu não tinha gostado tanto, até pesquisar no google e achar aquela imagem no fim do post. É realmente muito linda, e capa dura, ainda por cima ❤
      Sim, comecei por ACEDE justamente porque foi um dos que mais encontrei versões internacionais, achei que daria um bom começo para a coluna, hehe. Acho que para Harry Potter também encontrarei muitos, mas não sei quanto a outros livros, vamos ver 😀
      Sim, realmente. Mesmo não sendo a Hazel da minha imaginação, a arte da capa ficou muito linda, delicada *—*
      Aaaah, obrigada, de verdade. Você acabou de deixar meu dia bem mais feliz *———-*
      Beijos e até a próxima!

      Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      Aaah, a da Coréia é linda, não é? *—-* Não sei, me apaixonei por esse desenho, os traços, as cores… Me parece que ela está sussurrando algo para ele, um segredo, e fico imaginando o que ela estaria dizendo. De todas, foi uma das que mais gostei ❤ E sim! Depois de ver algumas dessas capas, dá até vontade de trocar pela nossa versão simples, não? Hehe.
      Beijos e ótima semana :3

      Curtido por 1 pessoa

  2. monalisamarques disse:

    Minhas preferidas são a húngara, a israelense e a chinesa. ❤ E não, você não é esquisita por gostar de saber como são as capas dos seus livros preferidos! Isso mostra que você tem a mente aberta, sabe? Que não fica limitada só ao que apresentam a você, ao que é mais fácil. Imagine que máximo seria se você pudesse PEGAR e CHEIRAR e (tentar) LER todos esses livros. Eu também penso nessas coisas… Hahaha!
    Quero ver essa coluna bombar, porque ela é demais!

    Um beijinho,
    Mona
    http://www.literasutra.com

    Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      Hey, Mona, bom dia!
      Sim, essa húngara ficou muito linda, e ainda é capa dura ❤ Gostei demais de algumas, acho que poderiam ousar um pouco mais na capa brasileira, ao invés de apenas traduzir, hehe.
      Aah, que bom! Não me sinto mais sozinha, hehe. Mesmo ACEDE não sendo um dos meus preferidos, me rendi aos encantos de algumas dessas capas estrangeiras. E sim, seria fantástico poder ler a história em outras línguas ❤
      Opa, que bom que gostou, mesmo! *—* Farei o possível para trazê-la com frequência para o blog, hehe. E, se quiser, pode deixar algumas sugestões de livros também 😀
      Beijos e ótimo finzinho de semana.

      Curtir

    • Liah Nogueira disse:

      Heey, Carol, que bom te ver por aqui! 😀
      Sim, fiquei apaixonada por algumas dessas capas internacionais, as editoras brasileiras realmente poderiam diversificar um pouco e criar uma arte nova. Talvez seja o medo de mudar a capa e perder a relação com o “sucesso” internacional, não sei. Mas algumas dessas capas ficaram bem mais bonitas que a original, na minha humilde opinião, hehe.
      E que bom, fico feliz que tenha gostado da nova coluna *—*
      Beijos e até a próxima ❤

      Curtir

Confessionário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s